domingo, 31 de janeiro de 2016

31 de Janeiro - Dia Nacional do Sargento

Hoje, 31 de Janeiro, é o dia nacional do Sargento português.

Passados 125 anos da Revolta do Porto, os Sargentos que servem Portugal, conscientes da importância da história de um povo, proclamam o direito a ter o seu dia, um dia glorioso, não por celebrar uma vitória, mas por recordar o sonho da Liberdade, da Igualdade e da Fraternidade.

gravura-31-jan

VIVA O 31 DE JANEIRO - DIA NACIONAL DO SARGENTO

Ver:

http://mpmendespt.blogspot.pt/2009/01/31-de-janeiro-dia-nacional-do-sargento.html

http://www.ans.pt/

http://www.exercito.pt/sites/ESE/Documents/Newsletter%20007/31%20de%20Janeiro%20de%201891.pdf

http://pt.wikipedia.org/wiki/Revolta_de_31_de_janeiro_de_1891

https://www.facebook.com/ANSargentos

http://www.dnoticias.pt/impressa/diario/cartasdoleitor/edicao-2015-01-31/495652-rua-31-de-janeiro

http://luisalvesdefraga.blogs.sapo.pt/68661.html

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Free TeraBytes ( TB ) Cloud Storage

In “PolifrogBlog”:

Did I mention free cloud storage?


Yeah, these are Chinese based companies so if that bothers you, you haven't heard of the NSA. With the USA having given up the last breath of honest governance there is no disadvantage in embracing the Chinese cloud storage give away.

Understand that if your data is of the type that it might ruffle the feathers of governance it is best to have that data in a country that you do not reside. 

And, of course, you can always encrypt before uploading.  
For those of you concerned about installing the PC client and mobile device software I have noticed that removing the software from my phone and/or computer once it has been downloaded, installed and used to sign in to my account does not reduce my increased cloud storage capacity.


Of note, according to the translations the Chinese think of it, not as a "cloud", but as a "network drive".  Get it free while you can...
What follows is a quick synopsis of four cloud solutions. 

But for more details (including upload/download speed restraints as compared to American counterparts  and maximum file size restraints regarding not only upload, but limits as well) concerning each visit this guy's thorough comments as he explored each.  His preference was for 360.

Weiyun (Tencent)

Although I have never been exposed to them until now, Tencent is apparently a huge tech company in SE Asia, like one of the top 5 in the world. That size allows Tencent (like Mega) to store data in multiple countries, not just China.  There is some confidence to be had in that.

One may upload file no larger than 4GB unless one engages the "power upload plugin" at which point the max. file size increases to 32GB.

Here are the steps required to get your 10TB

  1. Register in the QQ service
  2. Install Tencent Cloud app for your smartphone. Login with the data from step 1.
  3. Click “Get 10TB”.
  4. And don't forget to use the  English version of  Tencent's web offering.
Qihoo 360 (36TB)

Qihoo360 is currently the MacDaddy of cloud storage with 36TB.   To get hold of all 36TB, you must download the PC client & the Android or iOS app.  Downloading and signing in to the phone app alone will net you 26TB but if you choose to download and sign in the PC client you will get another 10TB which gets you to 36,000GB

That's a lot of storage but it does not stop there.  If one signs in each day and clicks on the drawing one gets the chance to increase their storage quota by  around 1/4GB to around 7GB.  Over 30 days this netted me nearly 50GB ... not that I really needed it. Not only is there this game play, but there is another which nets me an additional 150gig/day and up. My understanding is that 360 maxes out at 150TB.

Unfortunately Qihoo is still displayed in Chinese as are the apps and the PC client.  That will change soon, though.  Patience.
For those of you cautious about installing the PC client, I flipped steps 5 and 6 choosing to only to install the mobile device software and get the 26TB for my wife's account.  She was, however,  disturbed by the related Chinese notifications so I later removed that software from her phone incurring no penalty in the process.

Here are the steps required to get your 36TB

  1. Go to http://huodong.yunpan.360.cn/xt and click the orange button.
  2. In the popup window, click the text near the bottom right corner to Register a new account.
  3. Then enter your email address and your password twice.
  4. Get 10TB-- Now go to http://huodong.yunpan.360.cn/xt to download the PC software (labeled 1), sign in with your account from steps 1 and 2 above and then go back to http://huodong.yunpan.360.cn/xt to claim your 10TB by clicking the orange button. (From the comments: Timo Riemer said, "When the desktop client appears i had to click on the chinese text in the bottom right corner and use the login screen that appears.")
  5. Get 26TB-- Now repeat step number 4 but download your phone app (the QR code helps to get your phone to the right place), sign in with your phone and then claim your 26TB

 

 

Get 10 TB of cloud storage for free (32 GB filesize upload limit):

http://www.weiyun.com/act/10t-en.html?WYTAG=weiyun.portal.index

Features of Weiyun QQ Cloud Storage

Micro cloud

Tencent micro-cloud is built for the user to carefully build a smart cloud services, they are already serving more than 300 million users in the use of micro-cloud providers

Features

1. Album backups:

A key backup cell phones all the photos, support background operation. You can back up 50 million, equivalent to 800 16G version of the phone can be saved photos. Since then do not worry about the phone is lost or shot full.


2. File player to view:

On a document on your computer, pictures, phone can still turn on, anytime, anywhere can view, important documents can be read offline.


3. Write notes:
Shopping lists, notes, lecture notes, address, phone, anytime included, as you create


4 Built-in QQ video kernel:
Has more than one hundred kinds of format playback capability, support for rich audio format player (RMVB, AVI, WMA, etc.), popular videos online play more directly, without having to wait for downloads.


5 Scan two-dimensional code:
Scan two-dimensional code to open any website, coupons, documents can be saved immediately, later want to use to use anytime, anywhere

6. Face no pressure to share:
Photo shoot with friends, meeting issued a document, the automatic distribution of micro-cloud two-dimensional code, can be distributed to everyone swept away, without first Add as Friend


7. Super sharing capabilities:
Share a key to QQ friends, QQ group, micro letters, circle of friends, QQ space, microblogging, E-mail, SMS.


8. Triple safety protection:
Separate account password + password + triple lock screen password protection, foolproof.


9. Powerful file management capabilities:
File categorized, support global search and batch operation, a unique thumbnail display mode to help you complete control over your file resources, arbitrary.


10. Compressed preview:
Received compressed (zip, rar, 7z) can be previewed on the iPhone, without having to download to your computer


11. Micro Cloud Transmission:
Large video phone, a large number of photos, point-speed transmission to the iPad or computer, 100M video do not get 1 minute, do not waste flow

12. Clipboard:
Some text, URL links, telephone address, phone copy, paste computers; computer copy, paste the phone.

Let us know what you think about this 10 TB cloud storage giveaway by Weiyun(QQ) for free and your experiences too.

 

Forget 1TB, China’s Tencent is giving away 10TB worth of free cloud storage

domingo, 17 de maio de 2015

What Makes Lemons So Healthy?

In “DrWeil.com":

This tip is courtesy of Dr. Weil on Healthy Aging: Your Online Guide to the Anti-Inflammatory Diet.

Available year-round, lemons are at their peak in May - just in time for homemade lemonade.

A citrus fruit, lemons are a good source of vitamin C, a potent antioxidant that helps to keep the immune system strong.

Lemons come in both sour (Eureka and Lisbon) and relatively sweet (Meyer) varieties. Look for a lemon that is heavy for its size, which indicates less skin and more flesh. The peel should have a finely grained texture and be fully yellow.

You can use both the flesh and the peel (as a zest if the lemon is organic) in all types of dishes, so enjoy - we like them in the Lemon Olive Oil Cake recipe.


And don't limit the lemons to cooking - lemons make an effective, natural cleaning product for your home. To clean and polish wood furniture, add two tablespoons of lemon juice to 10 drops of (real) lemon oil and a few drops of jojoba oil.

 

How to Make Lemon Olive Oil Cake:

 

Lemon Olive Oil Cake:

Food as Medicine
Compounds known as limonins in the cells of citrus fruits have been shown to help reduce the risk of cancers of the mouth, skin, lung, breast, stomach and colon.

Ingredients

4 lemons, zested and juiced
1 cup extra-virgin olive oil
6 eggs
1 teaspoon sea salt
2 cups evaporated cane sugar
2 1/2 cups all-purpose flour
1 tablespoon baking powder

Instructions

  1. Combine zest, juice and olive oil in a small bowl.
  2. In the mixer combine eggs & salt. Mix on medium for 2 minutes. Slowly add the sugar and continue to mix until pale and thickened.
  3. Turn mixer to low and slowly sift in the flour and baking powder, followed by the olive oil mixture. Do not over mix at this point; just incorporate the ingredients.
  4. Pour this mixture into a cake pan or muffin tin. Bake at 350 degrees for 25 minutes for cupcakes and 35 minutes for large cakes. Poke with a toothpick to check for doneness.
  5. Serve with Greek yogurt and fresh strawberries.

sábado, 31 de janeiro de 2015

31 de Janeiro - Dia Nacional do Sargento

Hoje, 31 de Janeiro, é o dia nacional do Sargento português.

Passados 124 anos da Revolta do Porto, os Sargentos que servem Portugal, conscientes da importância da história de um povo, proclamam o direito a ter o seu dia, um dia glorioso, não por celebrar uma vitória, mas por recordar o sonho da Liberdade, da Igualdade e da Fraternidade.

 

http://mpmendes.drivehq.com/fotos2/Dest_Arquivo/31deJaneiroDiaNacionaldoSargento_26C/clip_image001.jpg

VIVA O 31 DE JANEIRO-DIA NACIONAL DO SARGENTO

 

VIVA O 31 DE JANEIRO - DIA NACIONAL DO SARGENTO

 

Ver:

http://mpmendespt.blogspot.pt/2009/01/31-de-janeiro-dia-nacional-do-sargento.html

http://www.ans.pt/

http://www.exercito.pt/sites/ESE/Documents/Newsletter%20007/31%20de%20Janeiro%20de%201891.pdf

http://pt.wikipedia.org/wiki/Revolta_de_31_de_janeiro_de_1891

https://www.facebook.com/ANSargentos

http://www.dnoticias.pt/impressa/diario/cartasdoleitor/edicao-2015-01-31/495652-rua-31-de-janeiro

sábado, 17 de janeiro de 2015

The Digital Arms Race: NSA Preps America for Future Battle

In “SPIEGEL ONLINE”:

By Jacob Appelbaum, Aaron Gibson, Claudio Guarnieri, Andy Müller-Maguhn, Laura Poitras, Marcel Rosenbach, Leif Ryge, Hilmar Schmundt and Michael Sontheimer

Photo Gallery: 'Controlled Escalation' 

Normally, internship applicants need to have polished resumes, with volunteer work on social projects considered a plus. But at Politerain, the job posting calls for candidates with significantly different skill sets. We are, the ad says, "looking for interns who want to break things."

Politerain is not a project associated with a conventional company. It is run by a US government intelligence organization, the National Security Agency (NSA). More precisely, it's operated by the NSA's digital snipers with Tailored Access Operations (TAO), the department responsible for breaking into computers.

Potential interns are also told that research into third party computers might include plans to "remotely degrade or destroy opponent computers, routers, servers and network enabled devices by attacking the hardware." Using a program called Passionatepolka, for example, they may be asked to "remotely brick network cards." With programs like Berserkr they would implant "persistent backdoors" and "parasitic drivers". Using another piece of software called Barnfire, they would "erase the BIOS on a brand of servers that act as a backbone to many rival governments."

An intern's tasks might also include remotely destroying the functionality of hard drives. Ultimately, the goal of the internship program was "developing an attacker's mindset."

The internship listing is eight years old, but the attacker's mindset has since become a kind of doctrine for the NSA's data spies. And the intelligence service isn't just trying to achieve mass surveillance of Internet communication, either. The digital spies of the Five Eyes alliance -- comprised of the United States, Britain, Canada, Australia and New Zealand -- want more.

The Birth of D Weapons

According to top secret documents from the archive of NSA whistleblower Edward Snowden seen exclusively by SPIEGEL, they are planning for wars of the future in which the Internet will play a critical role, with the aim of being able to use the net to paralyze computer networks and, by doing so, potentially all the infrastructure they control, including power and water supplies, factories, airports or the flow of money.

During the 20th century, scientists developed so-called ABC weapons -- atomic, biological and chemical. It took decades before their deployment could be regulated and, at least partly, outlawed. New digital weapons have now been developed for the war on the Internet. But there are almost no international conventions or supervisory authorities for these D weapons, and the only law that applies is the survival of the fittest.

Canadian media theorist Marshall McLuhan foresaw these developments decades ago. In 1970, he wrote, "World War III is a guerrilla information war with no division between military and civilian participation." That's precisely the reality that spies are preparing for today.

The US Army, Navy, Marines and Air Force have already established their own cyber forces, but it is the NSA, also officially a military agency, that is taking the lead. It's no coincidence that the director of the NSA also serves as the head of the US Cyber Command. The country's leading data spy, Admiral Michael Rogers, is also its chief cyber warrior and his close to 40,000 employees are responsible for both digital spying and destructive network attacks.

Surveillance only 'Phase 0'

From a military perspective, surveillance of the Internet is merely "Phase 0" in the US digital war strategy. Internal NSA documents indicate that it is the prerequisite for everything that follows. They show that the aim of the surveillance is to detect vulnerabilities in enemy systems. Once "stealthy implants" have been placed to infiltrate enemy systems, thus allowing "permanent accesses," then Phase Three has been achieved -- a phase headed by the word "dominate" in the documents. This enables them to "control/destroy critical systems & networks at will through pre-positioned accesses (laid in Phase 0)." Critical infrastructure is considered by the agency to be anything that is important in keeping a society running: energy, communications and transportation. The internal documents state that the ultimate goal is "real time controlled escalation".

One NSA presentation proclaims that "the next major conflict will start in cyberspace." To that end, the US government is currently undertaking a massive effort to digitally arm itself for network warfare. For the 2013 secret intelligence budget, the NSA projected it would need around $1 billion in order to increase the strength of its computer network attack operations. The budget included an increase of some $32 million for "unconventional solutions" alone.

NSA Docs on Network Attacks and Exploitation

In recent years, malware has emerged that experts have attributed to the NSA and its Five Eyes alliance based on a number of indicators. They include programs like Stuxnet, used to attack the Iranian nuclear program. Or Regin, a powerful spyware trojan that created a furor in Germany after it infected the USB stick of a high-ranking staffer to Chancellor Angela Merkel. Agents also used Regin in attacks against the European Commission, the EU's executive, and Belgian telecoms company Belgacom in 2011.

Given that spies can routinely break through just about any security software, virtually all Internet users are at risk of a data attack.

The new documents shed some new light on other revelations as well. Although an attack called Quantuminsert has been widely reported by SPIEGEL and others, documentation shows that in reality it has a low success rate and it has likely been replaced by more reliable attacks such as Quantumdirk, which injects malicious content into chat services provided by websites such as Facebook and Yahoo. And computers infected with Straitbizarre can be turned into disposable and non-attributable "shooter" nodes. These nodes can then receive messages from the NSA's Quantum network, which is used for "command and control for very large scale active exploitation and attack." The secret agents were also able to breach mobile phones by exploiting a vulnerability in the Safari browser in order to obtain sensitive data and remotely implant malicious code.

In this guerilla war over data, little differentiation is made between soldiers and civilians, the Snowden documents show. Any Internet user could suffer damage to his or her data or computer. It also has the potential to create perils in the offline world as well. If, for example, a D weapon like Barnfire were to destroy or "brick" the control center of a hospital as a result of a programming error, people who don't even own a mobile phone could be affected.

Intelligence agencies have adopted "plausible deniability" as their guiding principle for Internet operations. To ensure their ability to do so, they seek to make it impossible to trace the author of the attack.

It's a stunning approach with which the digital spies deliberately undermine the very foundations of the rule of law around the globe. This approach threatens to transform the Internet into a lawless zone in which superpowers and their secret services operate according to their own whims with very few ways to hold them accountable for their actions.

NSA Docs on Malware and Implants

Attribution is difficult and requires considerable forensic effort. But in the new documents there are at least a few pointers. Querty, for example, is a keylogger that was part of the Snowden archive. It's a piece of software designed to surreptitiously intercept all keyboard keys pressed by the victim and record them for later inspection. It is an ordinary, indeed rather dated, keylogger. Similar software can already be found in numerous applications, so it doesn't seem to pose any acute danger -- but the sourcecode contained in it does reveal some interesting details. They suggest that this keylogger might be part of the large arsenal of modules that that belong to the Warriorpride program, a kind of universal Esperanto software used by all the Five Eyes partner agencies that at times was even able to break into iPhones, among other capabilities. The documents published by SPIEGEL include sample code from the keylogger to foster further research and enable the creation of appropriate defenses.

'Just a Bunch of Hackers'

The men and women working for the Remote Operations Center (ROC), which uses the codename S321, at the agency's headquarters in Fort Meade, Maryland, work on one of the NSA's most crucial teams, the unit responsible for covert operations. S321 employees are located on the third floor of one of the main buildings on the NSA's campus. In one report from the Snowden archive, an NSA man reminisces about how, when they got started, the ROC people were "just a bunch of hackers." Initially, people worked "in a more ad hoc manner," the report states. Nowadays, however, procedures are "more systematic". Even before NSA management massively expanded the ROC group during the summer of 2005, the department's motto was, "Your data is our data, your equipment is our equipment."

NSA Docs on Exfiltration

The agents sit in front of their monitors, working in shifts around the clock. Just how close the NSA has already gotten to its aim of "global network dominance" is illustrated particularly well by the work of department S31177, codenamed Transgression.

The department's task is to trace foreign cyber attacks, observe and analyze them and, in the best case scenario, to siphon off the insights of competing intelligence agencies. This form of "Cyber Counter Intelligence" counts among the most delicate forms of modern spying.

 

Part 2: How the NSA Reads Over Shoulders of Other Spies

sábado, 27 de dezembro de 2014

Rússia classifica NATO como principal ameaça à segurança nacional

In “PUBLICO.PT”:

Nova versão da doutrina militar do Kremlin foi aprovada pelo Presidente Vladimir Putin.

A expansão das capacidades militares da NATO representa a maior ameaça à segurança nacional da Rússia, apesar da “reduzida probabilidade” de uma guerra aberta e de “larga escala” contra o país, diz uma nova versão, actualizada, da doutrina militar do Kremlin que foi aprovada esta sexta-feira pelo Presidente Vladimir Putin.

A revisão da doutrina militar, originalmente definida por Putin em 2010, foi justificada com a necessidade de prever as respostas aos novos desafios externos representados pelo crescimento do bloco da NATO, pelo rescaldo da chamada Primavera Árabe, os conflitos na Síria e Iraque e ainda a “desestabilização de várias regiões” nas fronteiras da Rússia. Segundo o Kremlin, a revisão também veio incorporar novos riscos internos para a segurança, como por exemplo ataques tecnológicos e informáticos, terrorismo e até mesmo a corrupção.

A revisão surge depois de meses de tensão e braço-de-ferro entre a Rússia e a NATO, em sequência da crise na Ucrânia: a anexação da Crimeia pelo Presidente Putin, em Março, e o apoio aos rebeldes separatistas das regiões de Lugansk e Donetsk, acabaram por reeditar o antigo confronto da Guerra Fria. Aliás, o Kremlin alertou o bloco atlântico para a possibilidade de uma crise sem retorno, e ameaçou um corte definitivo de relações com Kiev, se a Ucrânia avançar com uma candidatura formal para a adesão à NATO.

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, referiu-se à renúncia do estatuto de neutralidade aprovado pelo Parlamento ucraniano esta semana como “um perigo” para a segurança europeia e “uma provocação” fomentada pelos aliados ocidentais, que “querem prolongar a crise na Ucrânia e promover a confrontação entre a Rússia e a Ucrânia”, especulou.

As manobras recentes dos Estados Unidos e dos aliados, que movimentaram tropas nos territórios contíguos à fronteira russa, violam os princípios da legislação internacional, declara o documento assinado por Putin. A principal preocupação de Moscovo diz respeito ao desenvolvimento de um sistema balístico anti-míssil estratégico, que os aliados vêm discutindo, e cuja instalação, segundo o Kremlin, “põe em causa a estabilidade global e o equilíbrio de poder em termos de capacidades nucleares (…) ou do recurso a armas convencionais estratégicas e de precisão”.

O Kremlin também assinala um novo nível de ameaça que tem a ver com a “emergência de redutos de tensão inter-étnica ou inter-religiosa, as operações de grupos estrangeiros de radicais armados ou de companhias militares privadas em áreas adjacentes às fronteiras da Federação Russa e dos seus aliados, bem como da existência de contradições territoriais e do aumento do separatismo e extremismo em diferentes regiões do mundo”.

Mas a revisão mantém inalterado o carácter puramente defensivo da doutrina militar russa, designada a proteger os interesses nacionais do país. O grosso do antigo documento continua válido (por exemplo no que diz respeito à definição das regras de combate das Forças Armadas, ou do uso de armamento nuclear apenas em caso de “risco existencial”), mas as actualizações indicam um claro endurecimento da postura de Moscovo perante os seus “inimigos”, assinalam os analistas – a nova doutrina contempla uma nova noção de “detenção não-nuclear”, que implica um grau elevado de alerta militar.

domingo, 11 de setembro de 2011

Portugueses recordam momento em que viram imagens de 11 Setembro 2001

In "SIC Notícias":

11 de Setembro: 10 anos depois

In “SIC”:

Testemunho de Luís Costa Ribas:

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Sintra – 59º Aniversário FAP

CARTAZ_A2_FINAL_3

Ver:

Comemorações da Força Aérea 2011:

Em 1949, ao abrigo da NATO, a Aviação Militar inicia a sua modernização e nos alvores dos anos 50 entra na era do jacto.

Em 1 de Julho de 1952, a Força Aérea Portuguesa passa a ser um ramo independente englobando as aviações do Exército e da Marinha.

Sabia que...

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Helicópteros vão custar 500 milhões

In “Correio da Manhã”:

A compra e manutenção de dez helicópteros para o Exército, que estão a ser produzidos no âmbito de um programa cooperativo da NATO, vão custar a Portugal cerca de 500 milhões de euros.

NH90

Cada heli NH 90, cuja aquisição foi alvo de forte polémica entre o Exército e a Força Aérea, implicará uma despesa de 50 milhões de euros. Por dificuldades financeiras do País, a entrega dos helis já foi adiada três vezes desde 2006.

O preço de aquisição dos dez helicópteros ascende, nos termos do contrato assinado em 2001, a 230 milhões de euros. Mas, segundo fonte conhecedora do processo, a este valor acresce ainda uma despesa de quase 270 milhões de euros com a manutenção do equipamento em trinta anos, peças sobresselentes, certificação de pilotos e de mecânicos.

No final de Março, e também em 5 de Abril último, o CM questionou o Ministério da Defesa sobre o custo total da operação, mas, até ao fecho desta edição, não obteve respostas. O Exército remete para o ministério de Santos Silva as respostas às questões financeiras sobre os helicópteros.

Para já, o Ministério da Defesa assume que, "tendo em conta o Programa de Estabilidade e Crescimento, no que se refere ao corte de 40% na LPM, tornou-se imperativa uma recalendarização do plano de entregas a Portugal dos helicópteros NH 90". E garante que isso "não acarreta penalizações financeiras para o Estado e que se apresenta como a solução mais adequada à produção e edificação das capacidades inerentes às aquisições".

NH 90 CHEGAM ATÉ 2017

A entrega dos helicópteros NH 90 a Portugal vai decorrer, segundo o novo calendário, entre 2012 e 2017. O equipamento irá ser entregue ao Exército justamente numa altura em que o País atravessa uma das mais graves crises financeiras dos últimos 150 anos.

O Ministério da Defesa assume que o primeiro helicóptero será entregue em 2012. Os helicópteros vão ficar sediados em Tancos, na antiga base da Força Aérea Portuguesa.

sábado, 9 de abril de 2011

"Programa das Festas" RTP em Ferreira do Zêzere

Programa da RTP1 "Programa das festas" transmitido em direto de Ferreira do Zêzere (9 de Abril ). O tema central é o festival gastronómico do lagostim que durante o mês de abril estará em destaque no concelho.

RTP - PROGRAMA DAS FESTAS Parte 1:

RTP - PROGRAMA DAS FESTAS Parte 2:

RTP - PROGRAMA DAS FESTAS Parte 3:

RTP - PROGRAMA DAS FESTAS Parte 4:

 

Ver:

Região do Zêzere - Ferreira do Zêzere capital do OVO:

"Ferreira do Zêzere Capital do Ovo"

Imagem2317

Esta é a nova aposta do concelho que sabe da importância das duas empresas ferreirenses (Zezerovo e Uniovo) na produção nacional de ovos.

Só para ter uma ideia do nível de vendas, aliado naturalmente ao nível de exigência de qualidade certificada desde os pavilhões e modernas baterias das galinhas, à qualidade da ração (Rações Zêzere), à criteriosa seleção, armazenamento e transporte, saiba que estas duas empresas vendem mais de 8 milhões de ovos por semana. A Zezerovo cerca de  7.200.000 ovos e a Uniovo cerca de  1.500.000 ovos, representando 25% da produção nacional.

 

Região do Zêzere - Tudo a postos para o programa da RTP:

No parque verde da Quinta do Adro em Ferreira do Zêzere, está tudo a postos para o "Programa das Festas " transmitido amanhã em direto a partir das 16h na RTP.

Imagem2314

Imagem2315

 

Imagem2320Imagem2316

Imagem2321

Imagem2322

 

 

 

 

 

 

 

 

Imagem2323

 

Festival Gastronómico de Lagostim de Rio:

O Achigã:

O Achigã

thumb.php

...

O achigã foi oficialmente introduzido em águas portuguesas originalmente nos Açores, por peixes vindos de uma aquacultura francesa. Mais tarde veio para o continente para a barragem do Castelo de Bode aquando da inauguração desta. Durante largos anos, a nossa albufeira foi a "capital" da pesca desportiva ao achigã, sendo palco de várias competições nessa modalidade. Infelizmente o número de achigã adulto tem vindo a diminuir estranhamente uma vez que se observam muitos alevins (nome dado aos peixes bebés), existindo várias teorias para explicar a situação.

O achigã adaptou-se muito bem às nossas águas e reproduz-se de Março a Maio. O macho limpa uma zona do fundo com a cauda, afastando as pedras e ramos fazendo assim um ninho. De seguida, a fêmea aproxima-se e põe ovos que podem ser alguns milhares.

Após a eclosão dos pequenos, ambos os progenitores defendem o ninho e a sua prole de forma muito agressiva contra todas as ameaças. Quanto à alimentação trata-se de um peixe muito generalista que basicamente come tudo o que lhe couber na boca, desde insectos, a ratos, pássaros que caem das árvores, e claro! Peixes e especialmente o lagostim! Deve-se a esta voracidade do peixe a enorme variedade de amostras que podemos usar na sua pesca.

...

...485471_Msoki

 

A Cozinha Tradicional na Área do Pinhal(Estudo)(I) - A COZINHA TRADICIONAL NO CENTRO DE PORTUGAL, UM PATRIMÓNIO A PRESERVAR - ÍNDICE

A COZINHA, PRATOS EMBLEMÁTICOS E RECEITAS NO CONCELHO DE FERREIRA DO ZÊZERE(I)

A COZINHA, PRATOS EMBLEMÁTIVOS E RECEITAS NO CONCELHO DE FERREIRA DO ZÊZERE(II):

A matança do porco era um facto importante na vida económica e social das pessoas. Todas as famílias matavam, anualmente, um porco, animal que era criado sem grandes custos dado que era alimentado com produtos agrícolas e sobras das refeições diárias”.

A COZINHA, PRATOS EMBLEMÁTICOS E RECEITAS DO CONCELHO DE FERREIRA DO ZÊZERE(III)

A COZINHA, PRATOS EMBLEMÁTICOS E RECEITAS DO CONCELHO DE FERREIRA DO ZÊZERE(IV)

quinta-feira, 31 de março de 2011

Nuvem radioactiva chega a Portugal

In "TVNET":

A nuvem de radioactividade lançada pela central nuclear de Fukushima já estará sobre Portugal mas em quantidades que não representam riscos para a saúde. Iodo radioactivo vindo da central nuclear de Fukushima já chegou, igualmente, à Coreia do Sul, Estados Unidos, Vietnam e China.

O arquipélago dos Açores é o primeiro a ser atingido pela nuvem mas apenas em altitudes elevadas. Apesar disso, os responsáveis explicam que, na pior das hipóteses, o que estará a chegar aos Açores é milhões de vezes inferior ao que se observa no Japão. As substâncias radioactivas devem atingir Portugal continental nos próximos dias e evoluir para o resto da Europa e Médio Oriente.

Entretanto, o Instituto coreano para a segurança nuclear indicou ter detetado vestígios de iodo 131 em Seul e em sete outros locais do país. As autoridades começaram a testar os peixes apanhados nas suas próprias águas, para verificar que não sofrem de qualquer contaminação radioativa.

Também os Estados Unidos garantiram ter detectado indícios de radiação na água da chuva de diferentes Estados americanos. Já na China e no Vietnam, também foram econtrados vestígios de radiação.

Os vestígios radioactivos são, apesar disso, extremamente baixos.

 

Ver:

Radioatividade da usina de Fukushima atinge ao menos 7 países na Europa‎:

A Europa detectou os primeiros traços de radiação provenientes da Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Japão. O material vazou e se espalhou na água e no ar desde que os reatores nucleares foram parcialmente destruídos pelo terremoto seguido de tsunami no dia 11 de março. Alemanha, Espanha, França, Itália, Irlanda, Suécia e Noruega estão entre os países que já confirmaram ter encontrado partículas da substância radioativa iodo-131.

Partículas radioativas de Fukushima atingem EUA, Canadá e já chegam a parte da Europa:

O "Césio 137" e o "Estrôncio 90" também chegaram à Europa, mas, embora sejam perigosos, ainda não são motivos de preocupação.

Radiotividade chega aos Açores sem risco para a saúde:

Partículas de gás Xenon 133, resultantes da central nuclear de Fukushima, no Japão, foram detetadas nos Açores, afirmou hoje o investigador universitário Félix Rodrigues, adiantando que os “vestígios mínimos” encontrados não causam perigo para a saúde.

Vestígios de radioactividade de Fukushima chegam a Portugal, sem riscos para a saúde:

A nuvem de radioactividade lançada pela central nuclear de Fukushima já estará sobre Portugal, mas em quantidades vestigiais, sem riscos para a saúde.

Este é o resultado indicado por um modelo de dispersão atmosférica aplicado por investigadores portugueses, com base em dados disponíveis no Japão e noutros países.


O arquipélago dos Açores é o primeiro a ser atingido pela nuvem, mas apenas em altitudes elevadas. O modelo sugere a presença dos elementos radioactivos xenon 133 e césio 137 a mais de 2000 metros de altitude. “Na pior das hipóteses, o que estará a chegar aos Açores é milhões de vezes inferior ao que se observa no Japão”, afirma o investigador Félix Rodrigues, acrescentando que não há quaisquer riscos para a saúde humana ou para os ecossistemas.


Segundo Félix Rodrigues, tanto o modelo utilizado pela Universidade dos Açores, quanto outros que têm vindo a ser empregues em outros países, sugerem que quantidades vestigiais de elementos radioactivos também já terão chegado a Portugal continental, assim como a boa parte da Europa.


Um exercício semelhante realizado na semana passada pela agência francesa de meteorologia mostra a expectável dispersão da radiação de Fukushima por praticamente todo o hemisfério Norte (ver aqui). Em França, o resultado dos modelos foi confirmado por análises a partículas atmosféricas, que revelaram a presença de vestígios de iodo radioactivo em Paris – mas igualmente sem riscos para a saúde.


No caso dos Açores, Félix Rodrigues afirma que as simulações não apontam para valores anormais de radiação ao nível do solo. A Rede de Alerta de Radioactividade no Ar, da Agência Portuguesa do Ambiente, não registou, desde 11 de Março – data do sismo e tsunami que causaram o acidente nuclear de Fukushima –, qualquer variação significativa na radiação no ar na estação de Ponta Delgada. Os valores registados – 0,13 microsieverts por hora – correspondem à radiação natural encontrada na região.


“Não há alterações, nem é expectável que venha a haver, dada a distância a que os Açores se encontram do Japão”, disse à Lusa o secretário regional do Ambiente e do Mar, Álamo Meneses. “A região, em conjunto com a Agência Portuguesa do Ambiente, estão a efetuar as monitorizações adequadas”, acrescentou Meneses. Estão a ser feitas medições em duas estações na ilha de São Miguel.


Segundo Félix Rodrigues, somente uma detecção muito precisa conseguirá identificar uma alteração na radioactividade no ar que corresponda à situação revelada pelos modelos. O investigador chama também a atenção para as incertezas associadas à modelação.


A simulação da evolução da pluma nuclear de Fukushima foi feita com base em dados reais de concentração de elementos radioactivos no Japão, Havai e costa Oeste dos Estados Unidos.


A maior parte da radiação, diz Félix Rodrigues, tende a ficar pelo caminho. Elementos como o césio 137 – mais preocupante, dado que persiste no ambiente por três décadas – precipitam mais junto à fonte. Outros, como o iodo e o xenon radioactivos, têm uma meia-vida bem mais curta, de poucos dias.

Chegaram a Lisboa e Açores vestígios da nuvem radioactiva, mas sem perigo para a saúde:

Vestígios ínfimos da nuvem radioactiva libertada pela central de Fukushima, no Japão, já chegaram à grande Lisboa, anunciou hoje, quinta-feira, o Instituto Tecnológico e Nuclear (ITN). As quantidades detectadas de elementos radioactivos são “muito baixas e não representam quaisquer perigos para a saúde pública”, refere uma nota do instituto.

335128
Picos que representam elementos radioactivos, medidos hoje pelo ITN (D.R.)

...

O resultado das medições de ontem pode ser visto num gráfico na página do ITN na Internet, em que cada pequeno pico é a assinatura de um elemento radioactivo.

Quem mexe os peões do xadrez líbio

In "Luis Nassif Online":

Peter Dale Scott | Who are the Libyan Freedom Fighters and Their Patrons?
--------------------------------------------------
The Asia-Pacific Journal Vol 9, Issue 13 No 3, March 28, 2011.

Peter Dale Scott's Libyan Notebook
[Editor's Note: Author's selected quotations and analysis]

Ver:

Quem mexe os peões do xadrez líbio

Who are the Libyan Freedom Fighters and Their Patrons?

Peter Dale Scott, a former Canadian diplomat and English Professor at the University of California, Berkeley, is the author of Drugs Oil and War, The Road to 9/11, The War Conspiracy: JFK, 9/11, and the Deep Politics of War. His most recent book is American War Machine: Deep Politics, the CIA Global Drug Connection and the Road to Afghanistan.
His website, which contains a wealth of his writings, is here.

 

Nato assume operações aéreas na Líbia

phpThumb.php

Operação de reabastecimento no ar de um caça francês Rafale, a caminho da Líbia. A NATO assumiu hoje o comando da operação aérea

segunda-feira, 14 de março de 2011

Japão: Sismo e Tsunami, núcleo de reator de Fukushima pode estar em fusão

In "Expresso.pt":

Empresa gestora da central nuclear admite que o nível de água baixou e o reator 2 pode estar a descoberto e sem refrigeração. Clique para visitar o dossiê Sismo no Japão

central-nuclear-de-fukushima-a307

O núcleo do reator 2 da central de Fukushima poderá estar em fusão

Ver:

Noticias24:

ferry1000x13

TVI24:

660x495-3   660x495-2

Último Segundo:

Japan Earthquake

Ondas do tsumani provocado pelo terremoto de magnitude 8,9 na escala Richter atingem a costa leste do Japão, 11 de março de 2011.

Japan Earthquake

Casas atingidas pelo tsunami que atingiu o Japão, 11 de março de 2011.

Japan earthquake

Casas em chamas após tsunami que atingiu a cidade de Natori, província de Miyagi, no norte do Japão, 11 de março de 2011.

Japan Earthquake

Aeroporto de Sendai atingido pelo tsumani causado por forte terremoto. Japão, 11 de março de 2011.

JAPAN-QUAKE

Veículos aglomerados após tsunami na cidade de Hitachinaka, em Ibaraki. Japão, 11 de março de 2011.

Japan Earthquake 
Aviões e veículos entre escombros causados pelo tsunami que atingiu o Japão após forte terremoto. Sendai, Japão, 11 de março de 2011.

63898290

Refinaria de óleo em chamas após terremoto de magnitude 8,9 na escala Richter. Japão, 11 de março de 2011.

JAPAN-QUAKE/

Tanques de armazemamento de gás natural em chamas após terremoto na cidade de Ichihara. Japão, 11 de março de 2011.

JAPAN-QUAKE/

Barcos de pesca levados por onda do tsunami. Japão, 11 de março de 2011.

JAPAN-QUAKE/

Casas e automóveis arrastados para o mar após tsunami na cidade de Kesennuma. Japão, 11 de março de 2011.

Japan Earthquake

Ondas do tsumani provocado pelo terremoto de magnitude 8,9 na escala Richter atingem a costa leste do Japão, 11 de março de 2011.

JAPAN-QUAKE

Barcos de pesca e veículos são levados por onda do tsunami. Japão, 11 de março de 2011.

Redemoinhos provocados pelo terremoto no estado de Ibaraki. Japão, 11 de março de 2011.

JAPAN-QUAKE/

O sismólogo Bernd Weber, do instituto de geofísica alemão GFZ, mostra um mapa com informações sobre o terremoto no Japão. Alemanha, 11 de março de 2011.

Japan Earthquake

Ondas provocadas pelo terremoto de magnitude 8,9 Richter atingem residências na costa leste do Japão, 11 de março de 2011.

JAPAN-QUAKE/

Pessoas olham os danos causados pelo tsunami que atingiu Kesennuma, no norte do Japão, 11 de março de 2011.

JAPAN-QUAKE/

Paramédicos montam operação de resgate no distrito financeiro de Tóquio após terremoto. Japão, 11 de março de 2011.

JAPAN-QUAKE/

Pessoas nas ruas de Sendai após terremoto de magnitude 8,9 na escala na escala Richter. Japão, 11 de março de 2011.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Novo Chefe do Estado-Maior da Força Aérea desvaloriza quebra de tradição

In "DN":

ng1459876

O recém-empossado chefe do Estado-Maior da Força Aérea (CEMFA) afirmou esta quarta-feira que o seu trabalho estará imune ao facto de ser obrigado a substituir gradualmente a sua equipa de generais nos próximos meses.

"Cada um é livre de escolher as suas opções", declarou o general José Pinheiro, após ser empossado pelo Presidente da República como CEMFA e depois de questionado sobre a permanência em funções dos generais mais antigos (contra o que era tradição no ramo). Porém, frisou o CEMFA, o importante é que "vamos trabalhar com uma equipa coesa, vamos trabalhar com pessoas que querem trabalhar. Não é uma preocupação minha e não me parece que seja uma preocupação dos oficiais generais da Força Aérea", adiantou.

Recorde-se que, na reunião do Conselho Superior da Força Aérea que apreciou a proposta de José Pinheiro (um dos tenentes-generais mais novos do ramo) para CEMFA, todos os membros validaram a escolha do Governo e, por unanimidade, disseram estar disponíveis para trabalhar com o sucessor do general Luís Araújo. Fontes do ramo ouvidas pelo DN manifestaram estranheza com essa situação, até porque a saída gradual de vários generais durante os próximos meses obrigará o CEMFA a fazer sucessivas remodelações na estrutura superior da Força Aérea.

Quanto às suas prioridades, José Pinheiro garantiu ter uma: "(...) gerir o ramo com eficiência, operar com segurança e tratar bem das pessoas."

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

8 de Fevereiro de 2011 - Dia Europeu da Internet Segura

In "InternetSegura.pt":

sid2011thumb2 O Dia Europeu da Internet Segura 2011 é o dia 8 de Fevereiro de 2011. Em Portugal, onde estas actividades são lideradas pelo Projecto Internet Segura, coordenado pela UMIC – Agência para a Sociedade do Conhecimento, são promovidas mais de 500 acções de 4 a 18 de Fevereiro em vários pontos do país sobre a utilização segura da Internet, com o objectivo de informar vários grupos da população sobre como podem beneficiar em segurança das grandes oportunidades oferecidas pela Internet. ...

...

Ver:

Há falhas na segurança de aplicações dos sites portugueses

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Cavaco Silva empossa novo CEMGFA com alertas à reforma da saúde militar

In "Sol":

ng1050576_435x200 O presidente da República sublinhou hoje que a reforma do Hospital das Forças Armadas tem como fim servir a instituição militar, advertindo que «não será compreensível que outros interesses» se sobreponham à «operacionalidade e qualidade do serviço prestado».

«Não será de todo compreensível que outros interesses, que não os da instituição, se sobreponham à operacionalidade e à qualidade do serviço prestado aos elementos das Forças Armadas e à família militar», afirmou Cavaco Silva, referindo-se à reforma da saúde militar, um tema que tem suscitado divergências entre os ramos.

A este propósito, o presidente da República disse esperar que «na conclusão da instalação do Hospital das Forças Armadas» se encontrem «as soluções que melhor se adaptem aos objectivos definidos».

O chefe de Estado discursava na tomada de posse do novo chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA), general Luís Araújo, no Palácio de Belém, numa cerimónia onde estiveram presentes as mais altas figuras do Estado.

Na cerimónia estiveram presentes o presidente da Assembleia da República, o primeiro-ministro, o ministro da Defesa e diversos membros do Governo, os chefes militares, os presidentes do Tribunal Constitucional, Supremo Tribunal de Justiça, Supremo Tribunal Administrativo e Tribunal de Contas, os antigos presidentes da República Ramalho Eanes e Jorge Sampaio, os Representantes da República nas Regiões Autónomas, assim como vários oficiais generais, almirantes e deputados.

Na sua intervenção, Cavaco Silva apontou ainda a «consolidação e desenvolvimento» das reformas na Defesa - decorrentes das novas Lei de Defesa Nacional e Lei Orgânica de Bases da Organização das Forças Armadas - e a «racionalização e integração de estruturas nas Forças Armadas, em particular nas áreas do comando conjunto e do ensino superior militar», como objectivos incontornáveis para o mandato de Luís Araújo.

«A integração e partilha de outros serviços e capacidades militares afigura-se também como um caminho que a actual conjuntura geopolítica permite e que a situação económica que enfrentamos aconselha», vincou.

A cooperação entre Forças Armadas e forças e serviços de segurança foi também abordada por Cavaco Silva, que referiu que esta é uma solução «cada vez mais» necessária, «em função das ameaças transnacionais e dos próprios riscos associados a um ecossistema estável».

«Impõe-se ainda proceder à análise do impacto das restrições orçamentais na Lei de Programação Militar (LPM), restabelecendo prioridades de modo a garantir, em primeira instância, o cumprimento das missões que nos estão cometidas no âmbito dos compromissos actualmente assumidos», disse, num discurso onde fez várias referências ao contexto de dificuldades económicas que o país atravessa.

Cavaco manifestou o seu «profundo reconhecimento» pelo anterior CEMGFA, general Valença Pinto - presente na sala -, elogiando-lhe «a elevada competência e o apurado sentido do interesse nacional», e assinalou «a longa e bem-sucedida carreira» do sucessor, Luís Araújo, manifestando-lhe o seu «apoio e solidariedade institucional» como presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas.

 

Ver:

Novo CEMGFA diz que acção conjunta dos ramos deve assentar na preservação da identidade:

O novo chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA) disse hoje ser “indispensável” que os militares funcionem numa cultura de acção conjunta, mas defendendo “a preservação da identidade e especificidade” de cada ramo.

“É no respeito da cultura específica e das idiossincrasias de cada ramo que se consegue obter o melhor e o mais correcto aproveitamento das sinergias, com total clareza de objectivos, processos e métodos, bases em que assenta a confiança, a qual procurarei induzir como um dos objectivos prioritários da minha acção como CEMGFA”, afirmou.


As palavras do general Luís Araújo – até aqui chefe do Estado-Maior da Força Aérea - foram proferidas na cerimónia de tomada de posse como CEMGFA, no Palácio de Belém, onde marcaram presença as mais altas figuras do Estado.


Luís Araújo considerou que “é na racionalização das estruturas, evitando a duplicação de esforços, na gestão dos recursos com a máxima eficiência e no cumprimento da missão com elevada eficácia, devidamente coordenada com as acções dos ramos, que deve assentar a lógica de uma indispensável cultura conjunta”.
No entanto, o recém-empossado chefe militar notou que os ramos “operam em ambientes e meios físicos diferenciados, pelo que a acção conjunta deve assentar na preservação da identidade e da especificidade das partes, tendo como objectivo, último e único, obter ganhos de eficiência no emprego e na articulação da força militar constituída por componentes orgânicas de mais que um ramo”.


Numa intervenção em que apontou como “prioritário o investimento nas pessoas” que servem nas Forças Armadas, o novo CEMGFA saudou o seu antecessor e afirmou que, “como principal conselheiro e responsável perante o escalão político, pelo emprego das Forças Armadas”, vai “prosseguir as reformas impostas por lei, dando continuidade ao processo de mudança” iniciado por Valença Pinto.

 

 

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

120º aniversário da Revolta de 31 de Janeiro de 1891

Dia Nacional do Sargento:

Logo 120 anos 31JAN2011

Ver:

ANS
31 de Janeiro - Dia Nacional do Sargento:

Apesar de ter fracassado, o 31 de Janeiro de 1891 foi um movimento popular que, segundo o historiador Joel Serrão “foi efectivada por sargentos e cabos e enquadrada e apoiada pelo povo anónimo das ruas foi hostilizada ou minimizada pelos oficiais, pela alta burguesia e até pela maior parte da inteligência portuguesa”.

Os sargentos tiveram uma importância determinante na revolta de 31 de Janeiro. Entre os 22 condenados em conselho de guerra, 14 eram sargentos. Os sargentos Abílio, Galho e Rocha, ocupam um lugar de destaque entre os heróis da revolta republicana do Porto

Trinta e Um de Janeiro de 1891

Porto 31 de Janeiro de 1891, ou o ensaio de uma constante portuguesa

A Revolta de 31 de Janeiro de 1891. (Por Fernando de Sousa)

SUBSÍDIOS PARA UMA BIBLIOGRAFIA DO 31 DE JANEIRO DE 1891

 
View My Stats